quinta-feira, 24 de julho de 2014

Torta de Pêssegos!



Olás, tudo bem?
Eu estava doido pra voltar a preparar uma bela torta de frutas e massa amanteigada, como essa de hoje! Faz tempo que elas, antes tão comuns, não apareciam aqui no blog ou mesmo na minha cozinha - e a causa disso não é preguiça de preparar massa de torta, juro. O problema era meu forno.
Sempre utilizei fornos comuns para cozinhar: a gás, sem precisão nenhuma de temperatura, daqueles que douram mais no fundo do que na frente, e que estão sempre meio desregulados. Fornos de fogão mesmo, sabe? Sem termostato, sem dourador, sem luz, inclusive. 
Então. Meu primeiro fogão era uma beleza! Provavelmente desregulado 'para mais', os bolos assavam rapidinho, tudo ficava lindamente dourado e bonito - menos suspiros, pavlovas, cheesecakes, banhos-maria e quaisquer outras receitas que precisassem de cozimento lento. Meu segundo forno, esse das últimas receitas, era o contrário: cheesecakes e banhos-maria ficavam ótimos - até pavlovas quase que davam certo nele - mas nada pegava cor! Sério, para uma torta dourar minimamente ela tinha que ficar mais que o dobro do tempo da receita no forno, o que comprometia bastante o resultado. Bolos então, assavam sim, mas permaneciam completamente brancos por cima! Uma tristeza de se ver! Tanto que pra várias receitas postadas aqui, usava o forno da casa da minha vó emprestado, o que não era nada nada prático.

To falando tudo isso porque recentemente me bateu aquele desejo incontrolável de comprar mais panelas de ferro fundido esmaltadas, sabe? Aquelas de 800 reais? Pois é. Estavam em promoção [que não faz muita diferença né, porque é caro de qualquer jeito] e lá ia eu clicando em comprar quando ouvi a vozinha da sanidade mental e do bom senso na minha cabeça falando 'meu, você não tem nem um forno que preste, vai comprar essa panela pra quê?!'. E tudo fez sentido. E eu não comprei a panela. Comprei um forno! <3 p="">

Pois é, estou 'in love' com meu forno elétrico! haha. Ele doura, grelha, vai de 50 a 350 graus, tem termostato, seca fatias fininhas de fruta, assa lindas pavlovas [já testei!!!], carameliza o açúcar de crèmes brulée e assa tortas perfeitamente! E essa, pra matar a vontade, foi só a primeira delas!
Espero que gostem!



Torta de Pêssegos
[receita adaptada daqui, rende uma torta de 22cm de diâmetro]

Para a massa:
2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo;
2 colheres de sopa de açúcar;
1 colher de chá de sal;
1 xícara de manteiga sem sal, gelada e cortada em cubos;
8 colheres de sopa de água gelada.

Para o recheio:
1,1kg de pêssegos maduros mas firmes, sem pele e sem caroços e cortados em fatias grossas [mais ou menos 6 xícaras de fatias de pêssegos];
Suco de meio limão;
3/4 xícara de açúcar cristal;
1/4 da colher de chá de sal;
1/4 de xícara de amido de milho;
1/2 colher de chá de extrato de amêndoas - usei 1/2 colher de sopa de licor de amêndoas;
1/2 colher de chá de extrato de baunilha;
1/4 de colher de chá de noz moscada ralada;
1/2 colher de chá de canela em pó;
3 colheres de sopa de manteiga sem sal, em pedacinhos.

1 gema batida com 2 colheres de água para pincelar a torta;
Açúcar cristal para polvilhar.

Prepare a massa:
Em uma tigela grande misture a farinha com o açúcar e o sal. Adicione os cubos de manteiga gelada e incorpore, apertando com as pontas dos dedos, até conseguir uma textura de farofa úmida. Junte, uma por uma, as colheradas de água, amassando apenas o suficiente para conseguir formar uma bola de massa [quanto quanto menos amassar melhor]. Divida a bola de massa em duas partes, forme um disco de massa com cada parte, envolva-os em plástico filme e leve para a geladeira por pelo menos 30 minutos.

Enquanto isso prepare o recheio:
Em uma tigela grande coloque as fatias de pêssego, o suco de limão, o açúcar e o sal. Misture bem e deixe descansar, coberto e em temperatura ambiente, por pelo menos 30 minutos [você pode deixar descansar por várias horas, se quiser - inclusive preparar na véspera]. 
Coloque uma peneira sobre uma tigela e escorra as fatias de pêssego, reservando todo o suco resultante [rende 1 xícara, mais ou menos, de suco]. Reserve as fatias.
Passe o suco que você coletou para uma panela pequena de fundo grosso [de preferência antiaderente] e leve ao fogo médio por 10 minutos, deixando ferver sem mexer, apenas girando a panela de vez em quando, até a calda engrossar e reduzir pela metade. Deixe esfriar por uns minutinhos.
Enquanto isso misture o amido, os extratos de amêndoas e baunilha, a noz moscada e a canela em pó às fatias de pêssego reservadas. Junte a calda ao pêssegos, misturando com cuidado. Reserve.

Montando a torta:
Preaqueça o forno a 200 graus.
Abra um dos discos gelados de massa sobre uma superfície limpa e levemente polvilhada com farinha, utilizando um rolo de massa, até conseguir um círculo de mais ou menos 28cm de diâmetro. Passe esse disco para uma fôrma de tortas de 22cm de diâmetro, forrendo o fundo e as laterais dela. Apare o excesso das bordas e reserve na geladeira.
Abra o segundo disco de massa até conseguir um retângulo de mais ou menos 35cm por 28cm. Corte 10 tiras compridas de 3,5cm de largura e 28cm de comprimento. 
Retire a fôrma com a base da torta da geladeira, recheie com os pêssegos preparados e umedeça as bordas  da massa com água. Trance as tiras de massa sobre o recheio, pressionando as pontas nas bordas da torta para colar.
Veja clicando aqui como trançar a massa [o vídeo é em inglês, mas só assistindo já dá para entender].
Pincele a torta com a mistura de gema e água, e polvilhe açúcar cristal por cima.
Coloque a fôrma sobre uma assadeira [assim se o recheio borbulhar e escorrer não vai sujar seu forno] e leve ao forno por 50 minutos, até a massa dourar e o recheio borbulhar. Caso as bordas da masse dourem muito rápido durante o tempo de forno, proteja-as com papel alumínio.

Deixe a torta esfriar por duas horas [assim as fatias não vai se desfazer quando cortadas] e sirva. Fica perfeita com sorvete de creme. 



23 comentários:

  1. Richie, por favoooor me conta qual forno vc comprou. O meu atual deixa tudo branco também. Estou louca com um forno elétrico.
    Sobre a torta, você assou nessa forma de vidro? Pergunto porque toda vez que asso as coisas no vidro, queima tudo :-(
    A sua está de babar. Parabéns!
    um bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karen, comprei um daqueles mais profissa e menos bonitos, sabe? Porque esses domésticos, de embutir, são lindos e tudo, mas caros demais! rs

      Eu asso na fôrma de vidro mesmo, Karen - o calor se distribui melhor nela, para tortas [ajuda a base a ficar crocante, e não mal assada, sabe?], do que nas de metal. Já bolos, por exemplo, acabam queimando na de vidro, mesmo.

      bjo, muito obrigado!

      Excluir
  2. Torta pra deixar esfriando na janela <3
    Ficou linda, parabéns, vou testar!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Testa sim, Gabrielle! É super especial!

      Muito obrigado, abraço!

      Excluir
  3. Posta uma foto do forno profissa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha nem é profissa assim não, só não é doméstico, Lili

      Excluir
  4. Oi Ritchie, adoro seus textos e receitas, cheguei até aqui há algum tempo, via Eternos Prazeres, La Cucinetta ou Technicolor Kitchen, não sei mais...
    Ia dizer, "cadê a foto do forno?", vi que a Lili já pediu antes...
    Desde o Rio de Janeiro, um abração e obrigada pelos deliciosos momentos, aqui, na cozinha e na mesa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eloisa, seja de qualquer um dos 3 sites que você veio, adoro os 3! hehehe
      Muito obrigado!
      Vou usar um pouco mais o forno antes de recomendar por aqui, sabe como é, né? Vai que é sorte de principiante ;)

      Abraço e muito obrigado pelas visitas e pelo carinho!

      Excluir
  5. Richie..a torta ficou linda mas to querendo mesmo é saber do forno..rs
    eu faço gastronomia e soofro com o meu forno (que no caso é desregulado pra menos). Se você não se importar..pode me dizer o modelo do seu?
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaynara, tudo bom?
      Então, vou praticar mais com o forno pra ver se vale a pena mesmo ser indicado. Mas conversei com um amigo dono de loja de equipamentos para cozinha industrial e doméstica e ele disse que um forno elétrico, seja qual for, tem precisão e uniformidade nos assados bem maior que um forno de fogão convencional. Então no meu caso, que era aqueles fogões branquinhos 4 bocas, tá valendo a pena!

      Beijo e mto obrigado!

      Excluir
  6. Oi, que linda a torta! Podes nos informar a marca/modelo do forno? Também estou à cata. .. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fe, muito obrigado! Vou explorar mais o forno e se valer a pena falo certinho dele aqui, tá? Abraço!

      Excluir
  7. Nossa, que delícia de prato!
    Perfeitas fotos... é de encher a boa d´água!!!

    Beijão,
    Priscila
    http://www.receitaesperta.com.br/2014/07/bolo-de-morango-ao-creme-com-suspiros.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila, tudo bom? Muito obrigado, que bom que gostou!

      Bjo! :)

      Excluir
  8. Olá, seria possvel usar aqueles pêssegos que vem em lata? bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, tudo bom?

      O pêssego em lata é aquele em calda? Se for, acho mais seguro procurar uma receita que use especificamente esse ingrediente, já que ele é cozido na calda, e nessa receita os pêssegos cozinham dentro da torta, no tempo de forno.

      Bjo e mto obrigado!

      Excluir
  9. Richie! Quero saber como vc faz o Creme Brulée no forninho! dá a dica...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, é simples: vc assa o creme brulee em banho-maria, normal. Depois retira, cobre com filme plástico e leva para gelar. Depois de pelo menos umas duas horas de geladeira, vc preaquece o forno por uns 15 minutos com o dourador ligado no máximo e a gradinha na posição mais alta. Dai tira o creme da geladeira, polvilha com açúcar e leva por uns 4 minutos ao forno - o durador derrete e carameliza o açúcar.

      Bjo e obrigado! :)

      Excluir
    2. Obrigada! Muito obrigada! Com certeza vou fazer :)

      Excluir
    3. Imagina, Camila, disponha :)

      Excluir
  10. Como todo mundo que gosta de um bom assado também temos problemas com forno, não dá cara nunca bate a receita sempre fica precisando daqueles minutinhos a +, e ai pimba tortas secas d+, ou cruas.
    Não demore muito pra mandar o que todo mundo quer saber (o nome do forno) ele pode salvar muitas vidas terrestres.

    Jes&Syd.

    ResponderExcluir
  11. Olá Richei,
    Estive a passear pelo seu blogue e gostei muito!
    Esta tarte é uma maravilha, linda e de certeza deliciosa.
    Bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós ;P