quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Geléia de Goiaba e lembranças



Olás olás!
A primeira geléia que comi na vida foi, com certeza, de goiaba. Isso porque entre as minhas lembranças da infância existe uma em que estamos na copa da casa em que morávamos, na divisa com Minas Gerais, que tinha um lustre verde e janela pra um gramado, e eu estou passando geléia num pedaço de bolo. E é geléia de goiaba, que minha mãe e mais duas vizinhas faziam, num tacho mexido por colheres de pau que pareciam pequenos remos de barco, sobre um fogão de lenha que ficava no meio do quintal. Elas buscavam goiabas nos sítios da região [deviam ter seus contatos], descascavam aquele monte de fruta e dividiam:  a parte carnuda virava doce de goiaba em calda, que é fácil de fazer e não espirra. Já a parte com sementes virava geléia, e se aproveitava tudo. Com outro tanto de frutas elas faziam goiabada cascão, que dá trabalho pra saber o ponto e espirra pra chuchu, e deixavam esfriando e tomando forma em um tabuleiro de madeira forrado com plástico. Depois a goiabada era cortada em quadrados e dividida entre as três famílias. Minha mãe levava a parte dela, quando a gente viajava pra cidade dos meus avós, e distribuía. De goiabada eu não gostava muito, só com queijo fresco junto, mas geléia de goiaba com bolo era quase sempre meu café da manhã e eu adorava a combinação.

Talvez por esse monte de lembranças na cabeça que, quando no mercadinho perto de casa, senti o cheiro de goiaba madura, comprei logo 2 quilos e fui fazer geléia. A minha ficou meio pálida - liguei pra minha mãe para perguntar por que a dela ficava escura e ela disse que era limão. Eu usei limão na minha mas não resolveu muito. Já o sabor, ah, o sabor ficou igualzinho!  
Minha mãe fazia bala de coco também, mas essa história fica para a próxima...



Geléia de Goiaba

Ingredientes:
2kg de goiabas maduras sem casca e sem bichos;
Suco de 2 limões;
1/2kg de açúcar cristal.

Preparo: 
Você pode bater as goiabas no liquidificador e depois peneirar para separar as sementes, mas se tiver uma peneira de metal, pode simplesmente pressionar as frutas na peneira até que amassem - eu fiz assim.
Essa massa peneirada vai para a panela com o suco dos limões e o açúcar, em fogo baixo e mexendo sempre, pois a geléia pode grudar no fundo, por cerca de 45 minutos. O teste do ponto é o mesmo das outras geléias: pingue um tantinho em um pires, que pode estar gelado, e tombe-o: se a geléia não escorrer, está pronta.
Distribua o doce em três vidros médios esterilizados e conserve na geladeira.

17 comentários:

  1. A minha mãe nunca fez geleia nem compota na vida. A minha avó fazia marmelada mas eu nunca me atrevi porque aquilo espirra muito :) Agora sou eu que faço as geleias aqui em casa mas não temos goiabas por aqui. Mesmo assim, a cor ficou fabulosa :)

    ResponderExcluir
  2. Richie,

    Lembranças lindas e com aroma de goiaba! Quem não gosta?!

    Tenho as mesmas lembranças, mas só que com uva. Minha mãe e uma amiga, que ainda hoje tem uma parreiral, ficavam dias e dias em função das chimias e suco de uva. Amava aquilo!

    Geleia de goiaba é uma das minhas favoritas.

    Um beijo,

    Carla Maicá

    ResponderExcluir
  3. Mas a cor está linda assim! Amo a geléia e os doces de goiaba! :D Bj!

    ResponderExcluir
  4. Hummm...
    Que delícia! Eu amo goiaba, mas geléia, nunca comi!
    Fotos lindas Richie!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  5. Goiaba é uma fruta que eu AMO MUITO!

    Geléia, suco, compota, com queijo, creme de leite, goiabada cascão... Rocambole de chocolate com recheio de goiabada com creme de leite...

    bom, amo muito, adoro quando a minha mãe faz, como a beça, mas nem me atrevo a fazer...

    Já disse que gosto mais de comer do que de fazer?
    (a exceção é o ad eternum bolinho-mousse!)

    bjs e qdo vc virá a SP?

    ResponderExcluir
  6. Goiabada era minha inimiga na infância, naquela coisa boba de "não comi, não gostei". Hoje fiz as pazes, mas geléia de goiaba nunca comi :S

    beijos!

    ResponderExcluir
  7. sua geleia tá linda..a cor tá incrivel!!!amei..e as goiabas na feira estão lindas ..vou tentar fazer..bjus

    ResponderExcluir
  8. Nada como uma geléia como essas para louvar as suas lembranças de infância :)
    Para mim o apecto é maravilhoso :P
    Um abraço,
    Queila

    ResponderExcluir
  9. Oi Ameixinha! Goiabada espirra tanto quanto a marmelada que sua vó fazia! Alias, vc nao tem goiabas por aí e eu não tenho marmelos por aqui! bjo e obrigado!

    Carlota, essas lembranças da infância são sagradas, né? E que legal aí no sul sua lembrança ser com uvas! um bjo e obrigado!

    Luna, a da minha mãe fica mais escura, mas enfim..rs.. eu tb gosto mto! Logo pretendo tentar fazer goiabada, mesmo que sem um tacho gigante no fogão de lenha.. bjo!

    Elaine, então vc precisa provar, porque a geléia é tão boa quanto! Obrigado pelo coment e bjones!

    Gábs, fiquei interessado no rocambole, nunca comi desse jeito! Em janeiro vou praí, vc estara aí? bjo bjo!

    Tati, eu já era uma criança que quando ganhava goiabada com queijo, devorava a goiabada e largava o queijo..rs. Bjo e obrigado pela visita!

    Iliane, se gostou da cor da minha preciiisa ver a da minha mãe!haha Aproveita que é época, bjo e obrigado!

    Queila, as vezes a gente precisa lembrar o gostinho da infância, né? Que bom q vc gostou, abração e obrigado!

    ResponderExcluir
  10. Se essa receita tivesse chegado um pouco antes, eu teria os ingredientes à mão. :P Agora vou esperar mais um pouco, mas certamente farei. Adoro geleia de goiaba! Será que dá certo com goiaba branca?

    ResponderExcluir
  11. Dá certo sim, Cela! Depois de cozida com limão, ela avermelha ;)

    ResponderExcluir
  12. Olá Richie...vc e suas grandes histórias da infância hemmmm !!!! Até me faz lembrar de um belissimo poema de Casimiro de Abreu...ai que saudades da aurora da minha vida, da minha infância querida que os anos não trazem mais...e por ai vai!
    Maravilhosa, sua geléia de goiaba!acabei de encomendar uma desse estilo, de um sítio orgânico.Adoro viajar por essas delicias!!! Vc é um ser iluminado por ter tanto talento para esses doces divinos e valorizar tanto seu passado com lindas lembranças!
    Parabénssssss...abraçossss...

    ResponderExcluir
  13. nossa essa receita faz lembrar das minhas férias em ubatuba,pegávamos no mato as goiabas e minha mãe fazia a geléia....nossa raspavamos op tacho ainda quente para aproveitar tudo e lambiamos os dedinhos...até os meus 20 anos minha mãe ainda fazuia agora hoje ninguem quer entrar no mato para pegar goiabas n´pe kkkk amei a receita bom findi
    eu fiz um pudim de pão da minha mãe que também é uma tentação com gotas de chocolate bjocas
    sadhia

    ResponderExcluir
  14. Lucy, obrigado pelo comentário tão fofo! Olha, tenho q valorizar meesmo minha infância, porque foi maravilhosa! E voltar a esses sabores daquela época é matar um pouco da saudade, né? um bjo e obrigado!

    Sadhia, a gente vai crescendo e pegando medo das coisas né? Pudim de pão me dá saudade do que minha vó fazia, pesadão, mas deicioso! Quem sabe ela me ensina?rs bjo!

    ResponderExcluir
  15. Richie sua geleia de goiaba está linda!!! Não vi nada de pálida, a cor está maravilhosa e o sabor então...:) Beijos Tereza

    ResponderExcluir
  16. Essas lembranças são de uma riqueza imapagável.
    Tb lembro da minha avó fazer com a minha mãe e minha tia da mesma forma que a sua mãe e ainda hoje faço em calda e da polpa faço a geléia pra comer com bolo de fubá ou bolo simples, com raspinhas de limão, mas amo mesmo é com biscoito cream cracker da Vitarella, o melhor biscoito cream cracker do mundo.

    ResponderExcluir
  17. Acabei de fazer. Minha primeira experiência. Deliciosa. E o melhor com goiabas do meu jardim-pomar em Governador Valadares, MG.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós ;P