terça-feira, 21 de junho de 2011

Torta Crumble de Morangos



Hallo, tudo bem?
Esse final de semana as meninas viajaram, e sobrei sozinho em casa. Fiz vários planos para o fim de semana solitário, mas acabou que ficou tudo resumido em ver episódios do Chapolin Colorado on-line durante o fds todo, intercalando com reprises de filmes da Bette Davis. Ok, adoro os dois, mas no domingo à noite eu já estava pedindo socorro ao Chapolin pra me salvar da Baby Jane. Crazy, né?
Na segunda voltei ao normal, e como estava de folga do trabalho, resolvi assar uma torta. "Morango outra vez?!" Pois é, mas o que eu posso fazer se o supermercado aqui perto comprou toneladas de morango que não venderam, e tiveram que abaixar o preço pra ver se vendia logo, antes que estragassem? E depois, quando acabar a temporada, a Cozinha Coletiva fica um ano sem morangos, então me entendam, ok? hahaha
O legal dessa torta é que a parte mais trabalhosa é fazer a massa, então se você estiver em um dia preguiçoso [não vá ver Chapolin!] faça a torta sem a massa, que fica um Crumble delicioso! O recheio lembra morangos em calda [eles vão em pedaços grandes], só que a calda fica mais cremosa, pelo amido.  E por cima aquela farofinha crocante. Casa perfeitamente com sorvete, né?


Torta Crumble de Morangos

Para a massa use a mesma dessa receita aqui.

Para o recheio:
2 caixinhas de morangos maduros - os pequenos inteiros, os maiores cortados na metade [escolha as caixinhas com morangos bem vermelhos e menores - são mais saborosos];
3/4 de xícara de açúcar refinado;
Suco de 1/2 limão;
Raspas de 1 laranja [opcional];
2 colheres de sopa de amido de milho;

Para a farofinha:
3/4 de xícara de farinha de trigo;
1/3 de xícara de açúcar mascavo;
2 colheres de sopa de açúcar refinado;
1 pitada de canela;
1pitada de sal;
6 colheres de sopa demanteiga gelada.

Preparo:
Abra a massa sobre uma fôrma para tortas de 22cm de diâmetro. Reserve na geladeira.
Preaqueça o forno a 180 graus.
Para o recheio, misture todos os ingredientes em uma tigela grande. Reserve.
Em outra tigela faça a farofa: misture todos os ingredientes secos, e por fim adicione a manteiga, amassando com as pontas dos dedos até formar uma farofinha. 
Monte a torta: distribua o recheio de morangos sobre a massa gelada, na fôrma. Por cima, distribua fartamente a farofinha.
Leve ao forno e asse por 45 minutos. Verifique a torta: se as laterais estiverem muito douradas, proteja com um papel alumínio e asse por mais uns 20 minutinhos. 
Deixe esfriar e sirva morna, com sorvete de baunilha.
Montge

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Pavlova de Chocolate


Hallo people!
Eu raramente compro chocolate em barra. Todo começo de mês eu pego uma barra de chocolate amargo, coloco na cestinha, penso, penso, acho caro, fico com medo de devorar tudo antes de fazer alguma receita, e acabo devolvendo. Esse mês eu comprei por causa do bolo da Clara, que eu imaginava decorar com raspas. As raspas não rolaram e a barra lá ficou. E antes que fosse sumindo com o chocolate aos pedaços, nas noites frias e solitárias [ai de mim! hahaha], decidi usar para fazer minha primeira Pavlova.
Para quem não sabe, Pavlova é uma sobremesa neozelandesa [Austrália e Nova Zelândia ainda brigam por isso] criada  no início do século passado em homenagem a uma bailarina russa, Anne Pavlova. Para sermos práticos, a Pavlova é quase um suspirão coberto com creme de leite batido e decorado com frutas. A diferença - e acredite, faz toda a diferença - é que essa base não é um suspiro comum: por fora ela tem a casquinha crocante do suspiro, mas por dentro é cremosa e densa. 
A receita que preparei é um pouco diferente: além do açúcar de confeiteiro, o merengue leva açúcar mascavo escuro, responsável pela cor maravilhosa que o creme adquire [quase deixei de acrescentar o cacau em pó, só para manter o dourado do mascavo]. 
É fato que a base da minha Pavlova poderia ter ficado mais bonita [sempre tenho problemas com receitas que pedem forno muito baixo], mas depois de cobrir com o creme de chocolate amargo e denso, o creme de leite leve e doce e as raspas de chocolate, nem lembrei mais disso. Aliás, só lembrei ao quebrar com o garfo a casquinha crocante e clara e chegar a um interior fofo, denso e cor de chocolate. Muito bom!
Para chocólatras e simpatizantes, é uma bela sobremesa :)



Pavlova de Chocolate
[receita da Marta Stewart]

Ingredientes da base:
4 claras de ovos grandes, em temperatura ambiente;
1/4 da xícara de açúcar mascavo escuro;
3/4 da xícara de açúcar de confeiteiro;
1 pitada de sal;
1/2 colher de chá de extrato de baunilha;
2 colheres de sopa de cacau em pó.

Ingredientes do creme de chocolate amargo:
4 gemas;
1/4 da xícara de açúcar;
1/2 xícara mais 2 colheres de sopa de creme de leite fresco;
1/2 xícara de leite integral;
1/4 da colher de chá de flor de sal, ou sal grosso;
250g de chocolate em barra, 70 % cacau.

Ingredientes para cobertura:
1 e 1/4 xícaras de creme de leite fresco batido em picos fofos;
Raspas de chocolate meio-amargo para decorar.*

Preparando a base:
Preaqueça o forno a 150 graus**.
Forre uma assadeira redonda ou grande, quadrada, com papel manteiga. Antes disso, desenhe um círculo de 20cm de diâmetro no papel que utilizar. Esse círculo vai servir de gabarito para sua base de merengue. Reserve.
Misture os açúcares, o sal e as claras em uma tigela de metal ou vidro e leve ao banho-maria, mexendo sempre, até os açúcares se dissolverem e a mistura ficar morna [mais ou menos 3 minutos]. Retire do fogo e bata, na batedeira em velocidade média-alta, por cerca de 8 minutos, até a mistura adquirir consistência de merengue. Incorpore a baunilha.
Peneire o cacau sobre o merengue e misture com cuidado até que se dissolva quase que totalmente. 
Usando uma colher grande, espalhe um círculo de merengue usando o risco no papel como guia. Não espalhe demais, pois o merengue se espalha naturalmente ao assar. Deixe a parte do meio mais baixa, mas não muito fina.
Leve ao forno até que o merengue fique seco ao toque [cerca de 1 hora]. Deixe esfriar completamente ainda dentro do forno.

Preparando o creme de chocolate amargo:
Prepare uma tigela grande com água gelada e gelo. Reserve.
Bata as gemas com 2 colheres de açúcar em uma tigela média. Reserve.
Em uma panela média leve ao fogo o creme de leite, o leite e o restante do açúcar ao fogo até ferver.
Despeje um terço dessa mistura sobre a mistura de gemas, batendo com o fouet.  Volte essa mistura ao restante na panela e volte ao fogo médio, cozinhando sem parar de mexer por 6 ou 7 minutos, até que, ao se mergulhar uma colher no creme, ele cubra as costas da colher.
Coloque o chocolate em pedaços em uma tigela refratária funda e derrame por cima a mistura quente. Mexa até que o chocolate derreta e se dissolva.
Passe a mistura por uma peneira e esfrie a mistura na tigela de água gelada [como um banho-maria às avessas]. Cubra com um filme plástico rente à superfície do creme e leve à geladeira.

Montando a Pavlova:
Espalhe o creme de chocolate amargo gelado no centro da base de merengue, deixando uma borda livre de uns 2cm da borda, e por cima o creme de leite batido. Decore com as raspas.

* Faço as raspas assim: derreto o chocolate meio amargo em banho-maria, misturo até começar a esfriar e espalho sobre uma superfície lisa e limpa [uma tábua de carne de plástico e só para esse uso é uma boa opção]. Levo para a geladeira até endurecer.
Retiro da geladeira e com uma faca pequena usada na horizontal ou um descascador de legumes vou fazendo as raspas, cuidadosamente. Reserve na geladeira, se não for usar em seguida.

** A maioria dos fornos comuns começam a 160 graus, então cubro o fundo do forno com uma assadeira grande, o que diminui o calor interno. Você pode também deixar a porta entreaberta, usando o cabo de uma colher.



segunda-feira, 13 de junho de 2011

Meias Luas de Morango e Amêndoa



Olá!
Não lembro se já contei isso aqui, mas raramente tomo café da manhã. Apesar de saber que isso não é nada saudável, geralmente a primeira refeição dos meus dias se resume a uma xícara de café. Café solúvel, porque do outro jeito não sei fazer. Mas com os dias gelados que tem feito por aqui, o café da manhã ganha uma importância essencial em um fim de semana: dar coragem para eu conseguir sair debaixo das cobertas. Por isso, ontem resolvi caprichar no desjejum e preparar essas tortinhas individuais - chamadas de Hand Pies ou Half Moon Pies - com a caixinha de morangos que estava na geladeira e com os restos de amêndoas que eu tinha triturado no sábado, para mais uma tentativa [frustrada, né?] de fazer macarons. Eu não preciso falar que morango está para amêndoas assim como maçã para canela, né? Casamento perfeito no recheio dessas Meias Luas crocantes e douradas.



Meias Luas de Morango e Amêndoa
[receita adaptada da Marthinha Stewart - rende 6 unidades]

Ingredientes da massa brisee:
1 e 1/4 xícaras de farinha de trigo;
1/2 colher de chá de sal;
1/2 colher de chá de açúcar refinado;
1/2 xícara [100g] de manteiga sem sal, gelada e em cubinhos;
4 colheres de sopa de água gelada.

Ingredientes do recheio:
1 e 1/2 xícaras de morangos cortados em quatro;
3 colheres de sopa de açúcar refinado;
1/2 colher de sopa de amido de milho;
3/4 de xícara de amêndoas torradas trituradas [farinha de amêndoas - opcional - se não usar, aumente a quantidade de amido para 1 colher de sopa].

1 ovo batido para pincelar;
Açúcar para polvilhar.

Preparo da massa brisee:
Misture a farinha, açúcar e sal. Adicione a manteiga picada e misture, com as pontas dos dedos, até formar uma farofa. Adicione a água às colheradas, amassando levemente. Reserve na geladeira por 15 minutos.

Prepare o recheio:
Misture os morangos, o açúcar, o amido e as amêndoas. Reserve.

Montando as Meias Luas:
Divida a massa em 6 porções iguais. Abra com o rolo a primeira delas, até conseguir cortar um círculo de 12cm de diâmetro [use um cortador de biscoitos ou a boca de uma vasilha]. Pincele as bordas do círculo com água e coloque mais ou menos duas colheres do recheio de morangos em uma metade do círculo [igual fazer pastel]. Dobra a outra metade por cima, apertando bem na beirada com os dedos e depois pressionando com um garfo. Repita essa operação [que parece complicada mas não é] para as 6 partes de massa.
Coloque as Meias Luas em uma assadeira levemente untada. Pincele o ovo batido sobre elas e faça um pequeno corte em cada uma, para escapar o vapor. Polvilhe com açúcar refinado.
Leve ao forno preaquecido a 180 graus por cerca de 25 minutos, até as Meias Luas dourarem.
Deixe esfriar e sirva.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

A Festa da Clara


Hallo!
Sábado teve bolo, brigadeiro, beijinho, bombom, bicho de pé, bandeirinhas, flores de papel, um jardim bonito e um monte de amigos paparicando a Clarinha, a aniversáriante de um ano! 
Depois, de noite, teve bar de karaokê de caráter extremamente duvidoso para os adultos. Mas disso é melhor não postar fotos, né?haha

Ah, a receita do bolo é essa aqui, oh: Bolo de Leite em pó e Morangos


quinta-feira, 2 de junho de 2011

Torta de Creme e Frutas


Olá, como estão?
Por aqui está uma bagunça! Trabalhei no sábado, viajei por trabalho no domingo, voltei de guincho, pulei da boléia, me esborrachei, meu quarto se tornou duas grandes montanhas [roupa suja - montanha grande e roupa limpa - montanha pequena], e a garagem parece ter um tapete de terra. E tem três projeto correndo ao mesmo tempo. E tem encomenda de bolo para o fim de semana [sorry people, não vai ser dessa vez que vou ao Rangocamp, infelizmente]. E o final de semana parece estar tão looonge. 
Essa torta foi feita no meio dessa bagunça: enquanto a massa assava eu preparava o creme, que esfriei na marra em uma tigela com gelo e água, enquanto a massa esperava e esfriava. No fim, as frutas fatiadas podiam ter ficado mais bem arranjadas sobre o creme, mas na pressa saiu assim mesmo. Meio decadente, sim, mas deliciosa.



Ah, antes da receita: quero agradecer as visitas constantes e os comentários de vocês. Estou me esforçando para responder a todos, e está sendo um canal de contato muito legal! Ah, e também aos e-mails super fofos! Obrigado, e voltem sempre! ;)



Torta de Frutas Frescas e Creme de Confeiteiro
[retirada daqui, e o creme daqui]

Para a massa doce:
1 e 1/4 xícaras de farinha de trigo;
1/4 de xícara de açúcar;
1 pitada de sal;
1/2 xícara [100g] de manteiga gelada em cubinhos;
1 gema;
3 colheres de sopa de água gelada.

1 ovo batido para pincelar.

Para o creme de confeiteiro:
400ml de leite integral;
30g de manteiga;
80g de açúcar;
1/2 fava de baunilha, ou 1 colher de sopa de extrato de baunilha;
4 gemas;
25g de amido de milho.

Para a decoração:
Frutas frescas [usei 2 pêras vermelhas, 2 kiwis maduros e um punhado de morangos];
1 colher de suco de limão;
2 colheres de sopa de geléia de damasco;
1 colher de sopa de água.

Preparo da massa doce: 
Misture farinha, açúcar e sal. Adicione a manteiga picada, e misture com as pontas dos dedos até formar uma farofinha. Adicione a gema e a água gelada, amasse ligeiramente e reserve, coberta com filme plástico, na geladeira por pelo menos 20 minutos.
Abra a massa sobre uma fôrma baixa de torta, de 22cm de diâmetro. Fure toda a massa com um garfo, cubra com papel alumínio e coloque algum peso por cima [uso forminhas metálicas vazias, mas pode ser feijão] e leve ao forno, preaquecido a 180 graus, por 20 minutos.
Retire o papel alumínio, pincele a massa com o ovo batido e volte a fôrma ao forno por mais uns 15 minutos, até a superfície dourar.
Deixe esfriar completamente, desenforme e reserve.

Preparo do creme de confeiteiro:
Coloque o leite em uma panela. Corte o pedaço de fava no sentido do comprimento, raspe as sementes com uma faca e adicione-as ao leite, assim como a fava. Leve ao fogo até ferver. Desligue, cubra a panela e deixe em infusão por 15 minutos.
Em uma tigela bata as gemas com o açúcar, como uma gemada. Adicione o amido e misture bem.
Retire a fava do leite [ela pode ser lavada e guardada dentro de um pote de açúcar, para aromatizar] e leve ao fogo novamente. Quando ferver apague o fogo, e adicione 1/3 do leite à mistura de gemas, batendo bem com um fouet, para que o creme não talhe. Volte a mistura ao restante do leite na panela e cozinhe em fogo baixo, mexendo com o fouet e raspando as laterais, até que o creme ganhe consistência.
Passe o creme para uma tigela, incorpore a manteiga e deixe esfriar totalmente, coberto com filme plástico para não formar película. Leve para gelar.

Montagem e decoração:
Fatie as frutas ao seu gosto. Adicione o suco de limão ás fatias de pêra e misture, para que não escureçam. 
Misture a geléia e a água em uma panelinha  leve ao fogo, rapidamente, até que a geléia derreta. Reserve.
Recheie a massa com o creme de confeiteiro gelado. Sobre ele, espalhe as fatias de frutas, formando círculos concêntricos. Pincele as frutas com a geléia derretida. 

OBS: Se você for preparar a torta com antecedência, faça a montagem apenas pouco tempo antes de servir.