sábado, 31 de julho de 2010

Bolo de Banana e Chocolate



Acho que Bolo de Banana e Chocolate é um dos mais deliciosamente rústicos que já comi! Sabe aquele bolo que tem uma casquinha em cima, e que quando vai comer uma fatia você come todo o resto e deixa a casquinha para o fim, pq é a melhor parte? Então, esse forma uma casquinha perfeita! E pra quem acha que banana vai muito bem com canela, vai se surpreender com a combinação com chocolate. Muito muito bom, com um copo de leite pra acompanhar!
Esse bolo é especial pra uma pessoa que faz pão sírio e massa de pizza como ninguém, e que eu amo demais: meu pai, que tá fazendo aniversário hoje! :D


Mudando de assunto, ando tentando melhorar minhas fotos. A máquina não ajuda em nada, mas to treinando, aproveitando o finzinho de férias. Por isso, os posts estão com mais fotos.. se isso for enjoativo please, me avisem, tá? É que andei visitando uns food blogs estrangeiros e a qualidade das fotografias é incrível, e deu aquela vontadinha de melhorar ; )
Segue a receita, e bom fim de fim de semana e finzinho de férias pra vocês!


Bolo de Banana e Chocolate
Baseado nesta receita aqui.

Ingredientes:
180 gr de manteiga em temp. ambiente;
3 ovos;
180 gr de açúcar;
275 gr de farinha de trigo;
100g de chocolate em pó;
3 bananas grandes e maduras amassadas;
1 colher de chá de extrato de baunilha;
1 colher de chá de sal;
1 colher de chá de fermento em pó;
1/4 de xícara de leite.

Preparo:
Unte e enfarinhe uma fôrma de bolo inglês média.
Bata a manteiga com o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada. Junte os ovos, um a um, e misture bem.
Em outra tigela misture a farinha, o fermento, o chocolate em pó e o sal.
Adicione a mistura de farinha, alternando com o leite, ao creme de manteiga, ovos e açúcar, e por fim as bananas amassadas.
Preencha a fôrma com a massa, e leve ao forno preaquecido a 180 graus por 40 minutos.
Desenforme depois de frio.

Conserve fora da geladeira e de preferência descoberto, para a casquinha se manter sequinha.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Whoopie pies de Lavanda e Limão


Hey everybody!
Quem nunca sentiu aquela alegriazinha de rir por dentro ao achar, no meio das prateleiras, um ingrediente que sempre quis usar?
A Lavanda sempre apareceu em receitas por aí, e eu sempre tive curiosidade de saber que sabor/aroma tinha, até porque pra mim Lavanda era cheiro de produto de limpeza, o que não é muito apetitoso... Além disso, nunca achei pra comprar por aqui, interiorzão, então tinha até desencanado.
Bom, a questão é que eu nem lembrava que Lavanda existia quando ontem, em uma loja de especiarias do Mercado Municipal,  deparei com um pote! Levei dois sustos: um por achá-la, e outro pelo preço: 20 reais cada 100g, wow! Calma, 10g é mais do que suficiente para testar 2 ou 3 receitas.

Feliz com a novidade, fui pesquisar receitas. Tem muitas, a maioria bolos, biscoitos, cremes e geléias aromatizadas com a dita cuja. Ah, e combina maravilhosamente com limão [descobri na net]. Limão me lembrou Whoopie pies de Limão, uma receita que eu queria fazer faz tempo, então misturei tudo e deu no que deu: Whoopie Pies de Lavanda com Curd de Limão Siciliano, ufa!


Ah, Whoopie pies são sanduichinhos formados por 2 camadas gordinhas de bolo [parecem cookies mas são porções de bolo - de chocolate, originalmente] e uma de um creme doce [marshmallow] como recheio. A origem vem das colônias Amish da Pensilvânia e e Nova Inglaterra, nos EUA. Amish é aquele grupo religioso cristão super conservador, que não usa tecnologias e recriam o modo de vida rural do século XVII. Então, diz que as donas de casa Amish botavam o doce dentro das marmitas dos maridos, e eles, quando iam lanchar e abriam a marmita, exclamavam: whoopie! [tipo, oba!], daí o nome.

Historinhas e curiosidades à parte, vamos à receita, que é o que interessa:


Whoopie Pies de Lavanda e Curd de Limão
[ao contrário dos Amish, usei batedeira e liquidificador. E a receita é baseada nesta aqui]

Ingredientes:
1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo;
1/2 colher de chá de fermento em pó;
1/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio;
1/4 de colher de chá de sal;
6 colheres de sopa de manteiga em temp. ambiente;
1 xícara de açúcar;
1 e 1/2 colher de chá de Lavanda seca comestível [as vendidas para uso cosmético não servem, óbvio];
1 colher de chá de raspas de limão [usei o siciliano, mas você use o que preferir];
1 ovo;
1 colher de sopa de suco do limão;
1/2 xícara de buttermilk [usei creme de leite fresco mas é legal iogurte, também].

Curd de Limão para rechear, ou qualquer creme que você preferir [um creme iglês básico em que o leite utilizado foi fervido com uma colher de chá de Lavanda, é uma boa dica!].

Preparo:
Prepare uma assadeira retangular grande ou duas médias: untadas e revestidas de papel manteiga untado.
No liquidificador, bata o açúcar com a Lavanda. Depois de bater, passe por uma peneira e reserve. É esse açúcar, aromatizado, que você utilizará. [não deixe de sentir o aroma de Lavanda ao destapar o liquidificador - é realmente delicioso!].
Em outra tigela peneire juntos a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Na batedeira, bata o açúcar aromatizado com a manteiga até ficar leve e cremoso [uns 3 minutos]. Adicione o ovo, as raspas de limão, o suco e bata um pouco mais. Vai ficar com cara de creme talhado, mas é normal. Adicione metade da mistura de farinha, mexa até incorporar. Adicione o buttercream, incorpore. Adicione o resto da farinha, e mexa bem. A massa deve ficar leve, porém consistente, de se pegar às colheradas.
Usando duas colheres de sopa, faça bolinhas de massa e distribua-as na assadeira, deixando um vazio de uns 3cm entre elas. Você pode fazê-las maiores, também, colocando 3 colheradas em cada bolinha, ou pode retirar as porções da massa com um boleador de sorvete, que facilita bastante. As bolinhas vão se achatar ao assar. [você pode usar aros para controlar o tamanho que ficarão depois de achatar.. eu testei com e sem aros.. gostei mais sem].
Asse uma assadeira por vez em forno preaquecido a 180 graus por 12 minutos. As pies devem dourar somente na parte em contato com a fôrma. Na dúvida, faça o tste do palito.
Depois de prontas retire do forno, deixe-as descansar um pouco ainda na assadeira e depois transfira para uma grade, para esfriarem completamente.
Depois é só unir cada duas metades com o recheio e taí, uma sobremesa curiosa de um povo muito curioso, e com o cheirinho bom da Lavanda!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Pão-de-Ló Genoise com Creme de Limão



Sabe aquela nova moda de bolos sem glacê, sem pasta americana, sem decoração de açúcar e talz? Então, tenho que dizer que apesar de achar lindo os bolos estilo 'escultura de açúcar', sou muito mais essa nova tendência! Na arquitetura a gente fala muito sobre a "verdade dos materiais", que é, num exemplo simplista, o seguinte: se o material mais eficiente pra fazer determinada construção é tijolo, não tem porquê fazer em concreto ou fazer em tijolo e passar uma camada de concreto pra parecer que foi feito disso. E eu tenho essa sensação quando vejo bolos muito cheio de enfeites e pastas e etc.: parece q fizeram um bolo e depois recobriram para não parecer um bolo. Fora aqueles bolos falsos que tem isopor por dentro, que é o fim né? E convenhamos, pasta americana é comestivel, mas tem gosto de açúcar, e quem gosta de comer açúcar às colheradas?! Ninguém, né.
Por isso apóio esses bolos honestos, onde o sabor importa mais que a beleza. E não são nada feios! Tem uma beleza honesta, neles, uma beleza de home-made, sabe?
Bom, nesse link você pode ler uma reportagem super legal sobre essa nova moda. 
Essa história toda eu só contei pra defender a montagem do pão-de-ló com creme de limão que fiz ontem.
Na verdade fiz uma assadeirooona de Pão-de-Ló só pra testar a receita, daí não sabia o que fazer com ele, e pensei em um creme bem leve de limão para rechear e cobrir, pra ficar simples mas bonitinho, sabe? E como é tempo de morangos, decorei com alguns que tinha aqui. O resultado foi um bolinho básico mas muuuito simpático... e honesto, com cara de bolo de desenho animado! 
E você, prefere um bolo decorado em pasta americana ou um bolo rústico, em camadas?

O pão-de-ló genoise, chamado também de genovês ou italiano, é uma receita clássica de massa para bolos decorados. Feita apenas de ovos, açúcar e farinha, é extremamente fofo [dá ótimos rocamboles também!] e delicado, sucesso fácil desde que algumas dicas forem seguidas:
{01} O pão-de-ló não deve ficar alto na fôrma. Para um bolo em camadas a massa não deve ser cortada, e sim dividida em duas ou três assadeiras de mesmo tamanho;
{02} A gemada, base da receita, deve ser batida em batedeira por no mínimo 12 minutos. É preciso que ela se torne uma espuma clara, leve e aerada;
{03} A mistura de farinha e fermento deve ser incorporada à gemada através de movimentos delicados. Se a massa for batida pode perder a textura de espuma, e o pão-de-ló desanda.
{04} forrar as assadeiras com papel manteiga untado deixa o bolo sem casca, o que facilita o trabalho [não é preciso raspar a casca com uma faquinha] e deixa o resultado mais fino.
{05} A temperatura do forno deve ser respeitada, e ele só deve ser aberto para verificação depois de no mínimo 15 minutos.
{06} Peneirar a farinha ajuda a deixar o bolo mais macio.

Agora que você já sabe das dicas, a receita é simples:



Pão-de-Ló Genoise com Creme de Limão

Ingredientes:
6 ovos em temperatura ambiente;
1 xícara de açúcar [180g];
2 xícaras de farinha de trigo [240g];
1/2 colher de sopa de fermento em pó.

Preparo:
Prepare duas assadeiras redondas de 25cm de diâmetro untadas e revestidas de papel manteiga untado, ou uma assadeira retangular grande, se você preferir cortar a massa com aros de metal [eu fiz isso].
Aqueça os ovos, batendo com um fouet sem parar, em banho-maria até ficar morninho. Transfira-os para a tigela da batedeira e bata em velocidade alta por uns 12 minutos, até dobrar de volume e ficar espumante e fofo.
Adicione a farinha e o fermento peneirados, mexendo a massa delicadamente com uma colher grande. Ela deve continuar com textura de espuma.
Distribua nas formas, e asse por 30 minutos, em forno quente, 200 graus, até dourar ou, enfiando um palito, ele saia limpo.
Desenforme, retire o papel manteiga com o bolo ainda quente e umedeça-os com 2 colheres de licor de laranja Cointreau diluídos em 1/4 de xícara de água.

Ingredientes do Creme de Limão:
1 lata de leite condensado;
suco de 3 ou 4 limões;
200g de creme de leite fresco gelado.

Preparo do Creme de Limão:
Misture o leite condensado com o suco de limão e reserve. Bata o creme de leite fresco gelado até virar chantilly. Assim que pegar ponto, reduza a velocidade da batedeira e adicione, os poucos, o leite condensado com limão. Bata até incorporar. Use para rechear e cobrir os pães-de-ló. Decore com morangos.


domingo, 18 de julho de 2010

Tortas de Banana: na dúvida, mix de duas receitas



Dia desses eu estava na loucura [lê-se mau humor] de escrever minha monografia para a faculdade quando chego em casa e acho uma caixinha do Sedex sobre a escrivaninha. Dentro, havia 1 potinho de alho confitado, um pacotinho de cookies de passas, chocolate branco e coco [deliciooosos, comi todos na hora!], um livro e uma carta muito fofa da querida Paula Labaki, dona do Lena Labaki Catering e desse blog delicioso de receitas. Nem preciso dizer o quanto a surpresa salvou meu dia, né? E o livro é lindo, cheio de fotos profissas e com 500 receitas, chamado 500 Pies & Tarts, the only pie and tart compendium you'll ever need, recomendadíssimo pra quem adora uma boa torta, como eu. Obrigadão Paula, adorei tudo! :D



 Aliás, a receita de hoje é de lá: na verdade baseada em duas receitas do livro, a tradicional Banana Cream Pie, torta clássica de bananas americana, e a Banoffee Pie, torta inglesa de bananas e doce de leite. Misturei as duas porque queria creme, doce de leite e bananas, além de uns pedacinhos de chocolate que adicionei por conta, e deu na receita a seguir:

Torta de Bananas, Creme e Doce de Leite

Creme:
1 e 1/2 xícaras de leite;
1 e 1/2  xícaras de creme de leite fresco;
3 gemas;
1/2 xícara de açúcar;
1/4 de xícara de amido de milho;
1 pitada de sal;
2 coheres de sopa de manteiga amolecida;
2 colheres de chá de extrato de baunilha.

Preparo do Creme:
Em uma tigela, bata as gemas com um fouet e reserve. Dissolva açúcar, sal e amido em 1/2 xícara de leite e misture ao restante do leite, ao creme de leite e à baunilha, em uma panela. Leve ao fogo médio e cozinhe mexendo sempre. Quando ferver, deixe por 1 minuto, ainda mexendo, e desligue o fogo. Derrame metade dessa mistura sobre as gemas, batendo rapidamente, para dissolvê-las [não bater rapidamente você corre o risco dos gemas cozinharem e o creme ficar com grânulos]. Volte a mistura de gemas e leite à outra metade que ficou na panela, misture bem e leve ao fogo médio, cozinhando sem parar de mexer por uns 6 minutos. Remova do fogo, adicione a manteiga e bata bem. Deixe esfriar completamente, enquanto prepara a massa da torta.

Ingredientes da massa:
1 e 1/2 xicaras de farinha;
1/8 da colher de chá de sal;
1/4 de xícara de açúcar;
1/2 xícara de manteiga gelada picada;
1 gema;
2 colheres de sopa de água gelada.

Preparo da massa:
Misture farinha, sal, açúcar e manteiga picada com a ponta dos dedos até formar uma farofa. Adicione a gema e a água gelada, amasse até ficar homogêneo e deixe descansar na geladeira por 15 minutos. Retire, cubra o fundo e as laterais de uma fôrma para tortas de 22cm de diâmetro, fure com um garfo, cubra com papel alumínio, apertando bem, e asse por 20 minutos em forno preaquecido 180 graus. Findo o tempo, retire o papel alumínio e volte a massa ao forno por mais 10 minutos, até dourar. Retire e reserve.

Montagem:
6 bananas médias em fatias [usei banana nanica], às quais você deve adicionar 1 ou 2 colheres de suco de limão, para não escurecerem;
3/4 de xícara de doce de leite cremoso;
170g de chocolate meio-amargo picado.
Creme chantilly para acompanhar.
Cubra o fundo da massa já assada com metade do doce de leite, uma camada de fatias de banana e metade do chocolate picado. Sobre ela adicione o creme, e sobre ele o resto do doce de leite, as fatias de banana que sobraram e a outra metade do chocolate picado. Deixe gelar e sirva acompanhado de creme chantilly. Eu não tinha em casa e não fez falta alguma! :D

Por incrível que pareça, não ficou absurdamente doce, mas se você prefere uma receita mais equilibrada, pode preparar a Banana Cream Pie tradicional, excluindo o doce de leite e o chocolate picado, e cobrindo a massa com camadas intercaladas de banana e creme, e por cima de tudo chantilly e canela. Ou a Banoffee Pie, cobrindo a massa com doce de leite, fatias de banana e creme chantilly.

E preparem-se, graças a Paula teremos mais 499 receitas de tortas pipocando por aqui no futuro! hehehe





quarta-feira, 14 de julho de 2010

Goiabada de banana, Bananada de goiaba, Marmelada de Maçã?!


"Marmelada de banana
Bananada de goiaba
Goiabada de marmelo
Sítio do Pica-pau Amareeeeeelo"

Ok, na música não tem marmelada de maçã, mas aqui na Cozinha Coletiva tem. Pois é, ontem inventei de fazer um puré de maçãs, daqueles de comer com carne de porco, só que em versão doce. Como eu só tinha quatro maçãs daquelas azedinhas, piquei bem fininho e juntei 2 bananas bem maduras amassadas, cozinhando com pouca água e um pau de canela, até desmacharem completamente, Daí adicionei 1 xícara e meia de açúcar e suco de quase 2 limões vermelhos [chamamos aqui de limão capeta, que é a versão grande do limão cravo], e deixei cozinhar até espirrar pra caramba e chegar no ponto de desgrudar da panela...hehehe. Ficou vermelhinho vermelhinho [por causa do limão, segundo minha mãe], e com um sabor bem gostoso, perfeito para rechear essa massinha básica de galette:



Ingredientes para a massa:

1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo;
1 colher de chá de sal;
1 colher de chá de açucar;
1/2 xícara [100g] de margarina gelada, picada em pedacinhos [aquelas com 80% de lipídios];
4 colheres de sopa de água gelada.

1 ovo ligeiramente batido para pincelar.

Recheio:
4 colheres de sopa de requeijão ou cream cheese;
A marmelada de maçã que descrevi aí em cima ; )
Preparo da massa:

Misture farinha, sal e açúcar. Junte a margarina picada e misture com as pontas dos dedos até conseguir uma farofa. Acrescente a água aos poucos, amasse levemente, forme uma bola e leve para a geladeira por 30 minutos.
Abra a massa com um rolo na espessura de uns 4mm, cortando um círculo de 25cm de diâmetro. Recheie  com o requeijão e por cima a marmelada de maçã, deixando uma borda de uns 5cm em toda lateral. Dobre as bordas sobre o recheio, apertando-a para fechar, mas reserve o centro aberto, como uma trouxa aberta. Seja cuidadoso pois a massa pode rachar nas dobras.
Coloque as trouxinhas com cuidado em assadeira untada e enfarinhada, pincele com o ovo e leve ao forno preaquecido 180 graus por 30 minutinhos.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Retornando com Babás em Calda de Laranja


Hallo people! Voltei! hehehe E é muito bom estar de volta depois de um mês tão sofrido em frente ao computador 24hs por dia, mexendo em três programas ao mesmo tempo e pedindo pro PC não travar! Mas enfim, depois de quase desistir e de chamar o Hugo [eca!] várias vezes enquanto minha mãe me trazia pra São Carlos, defendi meu Trabalho Final de Graduação, e fui super bem! :D E agora dá um alívio que eu até estranho..hehehe.
Tô feliz dessa loucura toda ter acabado, então obrigado a todo mundo que torceu por mim e me desejou sorte. Funcionou!hehehehe
Agora to de volta ao blog, ao Twitter, MSN e aos blogs amigos. E volto com essa receita que fiz faz um tempinho, já, mas que não tive tempo de postar. Bem-vindos de volta ; )

Babás são bolinhos feitos à patir de uma massa de brioche enriquecida, assados e mergulhados em uma calda alcoólica, geralmente à base de rum, até ficarem 'empapados' dela. A origem é francesa, porém o nome 'Baba' [Babá, com acento, é em português] remete a um bolo polonês tradicional chamado Babka, que significa 'avó', ou 'velha', e semelhante às Babás que conhecemos. As babás são assadas em forminhas de formato bem peculiar - cilindros compridos e finos - mas na falta delas você pode utilizar a também tradicional forma de anel de Savarin, um parente das Babás, ou forminhas de bombocado mesmo, como eu fiz.
As Babás nao parecem com bolo, mas sim com massa de rosca, muito macias e muuuito molhadinhas! Podem ser servidas com creme de confeiteiro ou chantilly, mas na minha opinião não precisou, viu? São realmente deliciosas, e a receita é bem fácil, como você pode ver abaixo:



Babás em Calda de Laranja e Rum [retirada da revista Cláudia Cozinha, de Maio de 199]

Ingredientes da massa:
15g de fermento biológico fresco;
1/2 xícara [120ml] de água morna;
2 colheres de sopa de açúcar;
1/2 colher de chá de sal;
3 ovos;
1/4 de xícara de manteiga em temperatura ambiente;
2 xícaras [240g] de farinha de trigo.

Ingredientes da calda:
1 e 1/2 xícara [270g] de açúcar
3/4 de xícara [180ml] de água;
1 xícara [240ml] de suco de laranja
3 e 1/2 colheres de sopa de rum.

Preparo:
Unte com manteiga 12 forminhas de bombocadoe reserve.
Misture, em uma tigela, o fermento com a água morna. Adicione o açúcar, o sal, os ovos, a manteiga e 1 e 1/2 xícaras de farinha.
Bata por 2 minutos até obter uma massa lisa. Junte a farinha restante e misture com uma colher de pau até incorporá-la bem à massa.
Distribua a massa nas forminhas, ocupando pouco mais da metade do volume delas. Deixe crescer em local protegido de vento [dentro do forno é ideal] por 1 hora e 30 minutos. Leve ao forno quente [200 graus], preaquecido, por 15 minutos ou até dourar ligeiramente. Desenforme quente.

Prepare a calda:
Numa panela com o açúcar, adicione a água e leve ao fogo. Deixe ferver por 7 minutos. Acrescente o suco de laranja misturado com o rum e retire do fogo.

Mergulhe cada Babá na calda quente e vire-a, para umedecer toda a superfície. Decore com raspas de laranja ou morangos em pedaços.