quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Tortinhas de Creme Queimado


Hallo everybody!
O inverno voltou a se mostrar com chuviscos e dias brancos, daqueles que pedem uma reprise daquele filme tosco que a gente adora na televisão, com direito a cobertor e travesseiro. E claro, algum quitute confortante para beliscar entre uma soneca e um cochilo. Para isso, nada melhor que as tortas cremosas. Se as tortas de frutas frescas combinam com o verão, as cremosas caem como uma luva nesses dias preguiçosos.
A receita de hoje lembra muito os deliciosos Pastéis de Belém portugueses. Na verdade, a diferença é a massa, usei uma básica para tortas. Mas nada impede que você corra ao mercadinho da esquina, compre um pacote de massa folhada pronta e facilite o processo, fazendo seus próprios pasteizinhos de Belém. Ter uma massa para tortas reserva, congelada, também ajuda muito nessas horas de fome e frio. 
O preparo é muito simples, e apesar da receita pedir que as tortinhas gelem, antes de serem "bruleadas", dourei-as mornas mesmo, e ficaram deliciosas. 
Espero que elas confortem seus dias frios, como confortaram o meu :)



Tortinhas de Creme Queimado
[receita retirada do livro 500 Pies & Tarts]

Para a massa: usei o dobro da massa básica igual a essa aqui - você pode fazer menos, se preferir as casquinhas mais finas].

Para o recheio:
1/4 de xícara de açúcar;
5 gemas;
1 e 1/4 xícaras de creme de leite fresco, ou natas frescas;
1/2 xícara de leite integral;
1/2 fava de baunilha, ou 1 colher de chá de extrato de baunilha;
Açúcar mascavo claro para caramelizar.

Preparo da massa:
Preaqueça o forno a 180 graus.
Forre os fundos e laterais de 14 forminhas para muffins, ou para empadas grandes, com a massa. Reserve na geladeira.

Preparo do recheio:
Bata as gemas com o açúcar. Reserve.
Misture o leite e o creme de leite fresco, e leve ao fogo baixinho, controlando para aquecer até quase ferver. Desligue o fogo e despeje a mistura, através de uma peneira, sobre a gemada, misturando bem com um fouet. Adicione as sementes da fava de baunilha ou o extrato. Mexa até ficar homogêneo.
Distribua o recheio nas forminhas preparadas, e leve ao forno por 20 minutos, até dourar.
Retire, deixe esfriar e leve para gelar.
Depois de geladas, polvilhe as tortinhas com o açúcar mascavo e queime com um maçarico culinário. Caso você não tenha um, ignore essa etapa, fica igualmente gostoso sem queimar o açúcar.

18 comentários:

  1. Richie, esses pastéis deixaram-me bem curiosa, e com essa massa deve ficar uma delícia :) beijos

    ResponderExcluir
  2. uau! super bom aspecto! essa massa fica com consistência de biscoito?

    ResponderExcluir
  3. To ficando nervoso com suas fotos... Cada dia melhor!!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Olá,maravilhosas essas tortinhas. Sou filha de português e acredite nunca comi pastéis de Belém, pois nasci no Brasil...morro de vontade....rs. Tenho que tomar coragem e fazer....apesar da preguiça....hehehehe.
    Bj, Ci.

    ResponderExcluir
  5. Richie estão lindissimos! ADOREI de D+, como sempre ... :)
    bjs
    Paula

    ResponderExcluir
  6. Nhami nhami!!

    Ass: Pitú

    ResponderExcluir
  7. Fiquei simplesmente abismada com o seu capricho para fazer as receitas e para explicar como fazer! Virei fã!!!!

    ResponderExcluir
  8. Richie, você e suas receitas tentadoras.... Sou louca por pastel de belém e essa sua criação parece maravilhosa! Adorei! Beijos, Cecilia

    ResponderExcluir
  9. Grande Richie!
    Saudações!

    Como sempre, quase morro afogado ao ler seus posts e ver as (cada dia melhores) fotos das delícias que vc faz.

    Uma dúvida: Onde vc encontra fava de baunilha nessa terra sem palmeiras e sabiás que é São Carlos? Ou usou extrato? E nesse caso, onde encontrou? Só acho essência artificial, o gosto não tem nada a ver com as opções autênticas.

    Grato!
    (PS. vou fazer e brulear com um soprador térmico... acho que ar a 600°C deverão dar conta do recado. Depois te conto)

    ResponderExcluir
  10. pq eu vi isso, agora???? As lombrigas nao vão sossegar ate q sejam alimentadas de tortinhas...

    ResponderExcluir
  11. Realmente ficaram uns pastéis lindos e, de certeza, bem deliciosos :) Aqui é Verão e chove lá fora!

    ResponderExcluir
  12. Oi Barida! A massa que esfarela na boca combina bem com o recheio cremoso como um pudim de leite. Já acabaram, aqui :D

    Oi José, a massa fica como biscoito sim, daquelas que esfarelam na boca.

    Mauro, gostou das fotas??rs Fico mto feliz! Thanks

    Ci, faça, vale muito a pena! Pela tradição e pelo sabor, deliciooso!

    Paula, mto obrigado pela visita e pelo elogio! bj

    Barbosa, ia levar pra vc, mas desencontramos no almoço, né? :S

    Taci, bem-vinda! Espero que as receitas estejam mesmo bem explicadinhas.. qq coisa grita! hehe Obrigado pela visita

    Cecília, tb sou fanzaço de pastel de belém! Que bom que te apeteceu! :D bjo!

    Marcelo, tudo bem? Que legal, mais um saocarlense! hehe Obrigado pela visita e pelas palavras! Quanto à baunilha, compro no Cerealista lá do mercado municipal.. chama Pag-Lev.. tem bastante coisa legal lá!
    Onde arranjo um soprador térmico??? hehe

    Andrea, se fizer com massa folhada comprada ficam prontas rapidinho e as lombrigas se acalmam! hehehe

    Ameixa, de pastel de belém voce entende, né? Que bom que gostou! Queria um verão como o daí, nao tão quente como aqui. Por enquanto frio e branco aqui :D

    ResponderExcluir
  13. Richie, estou hipnotizada pelo seu blog! As fotos são lindas, as receitas parecem maravilhosas... Parabéns!
    Me identifiquei muito, também sou arquiteta, também amo confeitaria... E comecei meu blog agora, depois de muito ensaio!!!

    Beijos,
    Claudia
    http://lacassonade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. fotos lindas e os pasteis mais lindos ainda, bjs

    ResponderExcluir
  15. Humm, se for tão saborosa quanto aquele bolo de festa com morango e leite ninho, vou ter que fazer!

    ResponderExcluir
  16. Estou visitando o site pela primeira vez e gostei bastante !

    Já adicionei o site nos favoritos para estar acompanhando sempre as novidades !

    Parabéns e Sucesso !
    www.okamix.com.br

    ResponderExcluir
  17. Salve!
    Deu certo. Demora um pouco a brulear, mas ficou muito bom, formou até uma casquinha, uma vez que eu fui acrescentando açúcar demerrara à medida que ia derretendo.
    O soprador é vendido em lojas de ferramentas. É como um secador de cabelos muiiito quente. O meu faz muito vento, então pra brulear açúcar ficou um pouco complicado. Existem marcas que fazem menos vento e devem dar melhor resultado. o bom é que é elétrico e não tem que carregar com gás, o que não é tão simples para algumas pessoas.
    Valeu da dica do cerealista. Já aproveito dar aquela passadinha básica no briganti.....

    ResponderExcluir
  18. Que coisa linda!!! Deve ter ficado perfeito!!! Parabéns!!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós ;P